A vida…

Ó grandioza voz que ressoa dentro de nós, o puro intelecto do ser profundo existente em cada um.
Que à tua voz, a vibração ecoada pela mesma, possa refletir diante das circunstâncias, os sentimentos guardados dentro de si.
Minha alma grita por liberdade, minha mente inquieta e cansada, jás na hora de cessar. Não é um simples sentimento, mas um ser
envolvido por matéria que se desfaz. É o puro ser que se encontra dentro, que ressoa conhecimento e sabedoria.
Busco no meu silêncio e na minha quietude escutar quem sou, vem meu caminho e aquieta-me.
Os órgãos adoecem pela vaidade e o desequilíbrio de todo o ambiente, que reflete diretamente na mente, criando as
demais ilusões e turbulências do dia adia. A verdadeira paz será absorvida ao desaperga-se de toda a matéria que nos rodeia,
que na verdade são meros objetos criados pelos distúrbios de nossos pensamentos.
Buscamos na água o alívio para a alma, no vento o descanso para a matéria do corpo, e no silêncio, a vida que realmente é,
aquela que revela tudo à todos, no seu tempo. À verdade concebida sob forma de enigmas, estes criados pela agitação na mente.
Assim quando tranquila, a mente em silêncio, ressoa então do centro do peito à vontade da própria vida em todos nós.
As vestes são simplementes para subverter o frio ou o calor, não se pode esconder a alma por trás de meras vaidades.
Aqueles que ignoram esta, estão imersos na mesma. Um singelo olhar e tudo pode ser revelado. A sensibilidade presente
em cada um revela a presença da divindade nos mesmos. Como podem iludirem através da mente vós que a própria alma
grita por ajuda e socorro?
Como conseguem viver em paz? quando grande parte dos acontecimentos ao seu redor são meras fantasias, são projeções
gravadas pelos mesmos acontecimentos que já se passaram.
Caminhar sozinho ou se conter e desviar dele?
Se aquilo que te faz bem, é estar afastado, é melhor se afastar que assim possa ser até que esteja preparado ou então até que possa encontrar
aqueles que da própria essência ressoa as verdades. Simplesmente por um olhar ou pela própria presença.
Quantas são as manifestações de um ser humano que encontra-se presente em qualquer lugar e faz saber conhecidos?
Simples teorias ou leituras, e, no entanto, poucos desenvolvem à própria sabedoria morta dentro de cada um.
Tudo já lhe foi dado, tudo está no simples silêncio de escutar a si próprio, dentro de si mesmo.
Quantos são os dons que possuímos? E se quer concentra-se o suficiente para desenvolvê-los. Somos um poço de sabedoria
camuflado pelas miragens produzidas pela própria mente e subvertida nos desejos deste mundo.
A visão perfeita dissipada à se guiar, só é possível quanto se esquece a matéria e passa a sentria própria união com todos à sua
volta idependente da distância. Pois por aqueles que estão unidos em verdade e pela ressonância da própria alma, pode-se falar de igual
para igual, diante da sensibilidade desenvolvida e reencontrada.
Assim como as folhas de uma árvore podem esconder o que tem embaixo das mesmas, a ilusão das meras curvas d tecido podem esconder o que
há de real em cada um de nós.
A força que ressoa da infinita ligação com a fonte divina que liga cada um de nós, envia para si mesmo o alimento necessário para o seu dia a dia,
seja em forma de circunstâncias que possam ocorrer, seja por frutos que possam ser entregues ou até mesmo pelo alimento preparado, e mais
saborosa pelos conhecimentos que provém da raiz que nos alimenta.
Estar e não estar, sentir, revelar e ser revelado, levar à luz da consciência a todos que clamam, pois esqueceu de olhar para si mesmos e escutar o que já
está dentro, o que realmente é, o que realmente sempre foi, é uma questão de um processo no qual todos fazemos parte.
A Vida, viva como ela é, vinda do próprio som e luz dentro de cada um de nós.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s